Welcome to No! Green Economy

You can change this text in the options panel in the admin

You can register this website and start to protest

Member Login

Lost your password?

Em São Paulo, Campanha é apresentada em Seminário Internacional

14 abril 2012
Par

Nos próximos dias 16 e 17 de abril acontecerá o Seminário Internacional “Desconstruindo a crise civilizacional: um olhar sobre a Rio+20”, em São Paulo, no Auditório do Ministério Público Federal – 3ª. Região, ( Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, 2020, próximo à estação Brigadeiro do metrô). Participam do evento, ambientalistas da Argentina, Chile, Estados Unidos e Brasil, além de lideranças indígenas, movimentos sociais e religiosos, especialistas das áreas acadêmica e jurídica.

O ativista Bruce Rich, autor do livro no prelo “20 anos de corrupção no Banco Mundial”, é um dos convidados. De acordo com Carlos Bocuhy, do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental, um dos organizadores do seminário, esse é um encontro de capacitação da sociedade civil para que ela participe da Rio+20 de forma lúcida, consciente e embasada do ponto de vista técnico-científico.

Para o ambientalista, o encontro também é um momento de reflexão sob a ótica dos que construíram a Agenda 21 e participaram da Rio 92. Para ele, os dinossauros do movimento ambiental estarão lá para refletir com as novas gerações quais eram suas intenções e onde erraram.

O  Seminário Internacional será transmitido ao vivo pelo endereço eletrônico: www.proam.org.br/seminario.  O evento será interativo, aberto para a participação ao vivo com comentários e perguntas aos palestrantes!

No primeiro dia do Seminario (16), durante o segundo painel, será apresentado uma reflexão sobre as reais intenções da “Economia Verde” pautada na Rio+20 e a articulação da Campanha Não à “Economia Verde” no Brasil.

Fonte: www.proam.org.br

Programação:

Dia 16/4

  • 08h30 – Credenciamento
  • 09h00 – Apresentação da Dança da Chuva – Índios Tupi
  • 09h15 – Abertura – Juca de Oliveira – Leitura do Manisfesto Modernista Ambientalista – Leitura da manifestação de D. Paulo Evaristo Arns
  • Mesa de Abertura
    • Carlos Bocuhy – PROAM-Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental/Coletivo de Entidades Ambientalistas do Estado de São Paulo
    • Hélio Bicudo – ex-presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA-Organização dos Estados Americanos
    • Sandra Kishi – Procuradora da República – Ministério Público Federal
    • Haroldo Mattos de Lemos – Presidente do Instituto Brasil-PNUMA
    • Pedro Del Piero – Presidente da Fundación Metropolitana de Buenos Ayres e ex-Senador da República Argentina
    • Paulo Affonso Leme Machado – Sociedade Brasileira de Direito do Meio Ambiente – SOBRADIMA
    • Moema Miranda – Representante do Comitê Nacional para a Rio+20
    • Representante do Comitê Paulista para a Rio+20
  • 10h00 – 11h30: Painel 1
    • Avanços e perdas desde a Rio 92: Agenda 21 e Desenvolvimento Sustentável
      • Moderadora: Ana Maria Testa Tambellini – PROAM
    • Agenda 21 por quem a escreveu – vamos repetir os mesmos erros?
      • Bernardo Zentilli – Amigos da Terra – Chile
      • Haroldo Mattos de Lemos – Instituto Brasil PNUMA
    • Crise Civilizacional: Danos Ambientais Transfronteiriços e Estudo de Impacto Ambiental
      • Paulo Affonso Leme Machado – Sociedade Brasileira de Direito do Meio Ambiente – SOBRADIMA
    • Debate
  • 11h30 – 13h00: Painel 2
    • Economia Verde – Desconstruindo o modelo predatório
    • A articulação global contra Economia Verde apresentada no Forum Social Temático em Porto Alegre
      • Frei Rodrigo Peret – AFRES – Ação Franciscana de Ecologia e Solidariedade
      • Economia Verde – Ladislau Dowbor – Departamento de pós-graduação da PUC/SP – Economia e Administração
      • O capital natural – Amílcar Baiardi – UFRB/UFBA – Mauro Victor – PROAM
    • Debate
  • 13h00 – almoço
  • 14h00 – 16h00
  • Painel 3: Controle Social e Advocacia Pública pró-sociedade e pró-sustentabilidade
      • Moderadora: Sandra Kishi – Ministério Público Federal
    • Usina Hidrelétrica de Belo Monte
    • Ubiratan Cazetta – Procurador da República – Estado do Pará – Ministério Público Federal Código Florestal Brasileiro
    • Dra. Cristina de Freitas Godoy – Coordenadora do CAO-MA – Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Meio Ambiente do Ministério Público do Estado de São Paulo
    • Roberto Varjabedian – Assistente Técnico do CAO-MA/MPE Monoculturas
    • Dr. Wagner Giron de La Torre – Defensoria Pública do Estado de São Paulo Conflitos ambientais e sociais na Espanha
    • Alvaro Sanchez – Faculdade de Direito da Universidade de Sevilla
    • Debate
  • 16h00 – 18h00: Painel 4: Desafios de Controle Social e Sustentabilidade
    • Moderador: Camila Mello – Rejuma – Rede de Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade
    • A desconstrução da crise civilizacional sob o olhar indígena
    • Osvaldo Buruwe (Xavante)
    • Desafios de Controle Social e Sustentabilidade na Argentina
    • Juan Manuel Velasco – ex-Ministro de Meio Ambiente de Buenos Ayres – Fundación Ecologista Verde
    • A desconstrução da crise civilizacional sob a ótica da Argentina
    • Carlos Zaballa – Fundación Metropolitana de Buenos Ayres
    • Controle social sobre mega-empreendimentos: Copa para quem?
    • Benedito Roberto Barbosa – Membro do Comitê Popular da Copa em São Paulo
    • Apresentação da proposta do Forum Internacional de Ética e Responsabilidade
    • Isis de Palma
    • Debate

 

Dia 17/04

    • 09h00 – 10h30
    • Painel 5: Como enfrentar o financiamento da devastação por agentes econômicos– Bruce Rich – ativista, autor do livro no prelo “20 anos de corrupção no Banco Mundial”
      • Apresentação do case Rodoanel Metropolitano Mário Covas, por Mauro de Moraes Victor
      • PROAM (autor Agenda 12 – Capítulo Florestas – UNCED – Genebra)
      • Debate
    • 10h30 -13h00
    • Painel 6:  Um novo paradigma – mudando pela essência– Mediador: Luiz Mourão de Sá
      • Conselheiro do Conselho Nacional do Meio Ambiente – IDA – Instituto de Desenvolvimento Ambiental
      • Apresentação do vídeo TSÕ’REHIPÃRI – Sangradouro, dirigido pelo índio Xavante
      • Divino Tserewahú
      • Cultura de Paz – Mohamed Habib
      • Xamanismo – Ana Vitória Vieira Monteiro
      • Cultura de Paz sob a ótica Budista – Bruce Rich
      • A Unidade da Humanidade – Comunidade Baha’i
      • Debate
  • 13h00 – almoço
  • 14h00 – 15h15: Painel 7: Onde está a Ciência na Rio+20?
    • Mediador: Paulo Jorge Moraes de Figueiredo – PROAM/NIEMAIS/UNIMEP
    • Hermano de Castro – Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/Fundação Osvaldo Cruz-Fiocruz
    • Sebastião Pinheiro – UFRGS
    • Debate

15h30 -18hs – Grupos de trabalho

  • Plenária – Informações sobre participação as sociedade civil na Rio+20
    • Comitê Paulista para a Rio+20
  • Grupo 1 – Sala de Reuniões (piso superior) – Comissão de entidades promotoras e relatoria do evento por Anamaria Testa Tambellini para fechamento do documento Manifesto do Trópico de Capricórnio Coordenação: PROAM – Mauro Antonio Moraes Victor
  • Grupo 2 – Mini Auditório – Oficina jurídica – A crise civilizatória e o papel emancipatório do Direito socioambiental: perspectivas para o controle social nos dias de hoje e pós Rio+20.
    • Coordenaçao: PROAM – Ricardo Stanziola Vieira
  • Grupo 3 – Foyer – Justica Ambiental: Contra a Mercantilização da Vida
    • Coordenação: SEFRAS – Serviço Franciscano de Solidariedade
    • a) Cosmologia na ótica franciscana – Frei Sinivaldo Tavares, OFM
    • b) Contribuição franciscana para superação da crise atual
    • Debate

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *